Varizes devem ser tratadas ao longo de todo o ano

Ir em baixo

Varizes devem ser tratadas ao longo de todo o ano

Mensagem por cristinasilva em Qua 10 Dez 2008 - 16:34

Ao contrário do que algumas pessoas possam pensar, as varizes são mais do que um problema estético e devem ser tratadas ao longo do ano inteiro. Quem o diz é o director do serviço de Angiologia e Cirurgia Vascular do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia, Guedes Vaz: «é importante tratar a doença venosa crónica (DVC) durante todo o ano, ainda que haja tendência a dar-lhe maior importância durante o Verão por haver, em geral, um agravamento dos sintomas nessa época».
De facto, é nesta altura do ano que se verifica uma maior incidência da tríade de sintomas habitualmente referidos pelos doentes, devido à vasodilatação provocada pelo calor: dor, sensação de peso e inchaço, localizados ao nível dos membros inferiores. «Nessa altura [as pessoas devem] procurar ajuda médica, pois existem tratamentos que ajudam a minimizar estes sintomas», referiu Guedes Vaz. «Basicamente dispomos de três armas médicas: o controlo dos factores de risco, a contenção elástica e a administração de fármacos venoactivos», acrescentou.
Guedes Vaz chamou a atenção para o controlo dos factores de risco para o aparecimento de DVC, nomeadamente através de uma boa higiene alimentar e prática regular de exercício físico. O especialista alertou ainda para a necessidade de um apoio médico e vigilância permanente, a fim de se evitarem complicações futuras.

Uma doença silenciosa

A DVC resulta de uma alteração ao nível da estrutura do sistema venoso dos membros inferiores, em que há uma diminuição da capacidade das veias de transportarem o sangue venoso para o coração. Esta situação resulta num sofrimento ao nível de toda a estrutura circulatória, o que origina o aparecimento de telangiectasias, “derrames” e varizes, e se repercute na micro-circulação, responsável pelas formas mais avançadas da doença.
Na origem deste tipo de patologia há sempre um ou mais factores determinantes, que podem ser de origem genética ou estar relacionados com determinado comportamento ou estilo de vida. O factor genético é habitualmente responsável pela doença venosa primária, de início insidioso e com evolução relativamente lenta. Os factores circunstanciais podem variados, destacando-se os traumatismos, as terapêuticas hormonais femininas (pílula), a obesidade, a permanência por demasiado tempo na posição ortostática, o calor excessivo, etc.
O diagnóstico da DVC é feito, normalmente, através do exame físico dos doentes e da ecografia a nível vascular, como o eco-doppler a cores.

cristinasilva

Número de Mensagens : 23
Idade : 38
Localização : Braga
Data de inscrição : 17/11/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum